quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Grupos de Trabalho da etapa regional

A sede do legislativo municipal de Matias Barbosa, cidade que coordena o Polo Zona da Mata I do PJ Minas 2017, recebeu no dia 11 de agosto estudantes das oito cidades que integram esse polo regional.

Aproximadamente cem estudantes das cidades de Carandaí, Leopoldina, Juiz de Fora, Madre de Deus de Minas, Matias Barbosa, Olaria, Rio Preto e Santos Dumont foram divididos em três grupos para discussão do tema Educação política nas escolas, a partir dos subtemas: 1- Educação política e currículo; 2 - Interações entre escola e sociedade na formação política dos jovens; e 3- Educação política para uma gestão democrática e participativa nas escolas.

Quarenta e oito propostas aprovadas nas respectivas plenárias municipais foram discutidas e quatorze foram priorizadas para nova rodada de discussão que acontecerá na Plenária Regional do dia 18 de agosto, que também será realizada na Câmara Municipal de Matias Barbosa. Seis dessas propostas – duas de cada subtema – deverão ser priorizadas para encaminhamento para a etapa estadual, que acontece nos dias 20, 21 e 22 de setembro em Belo Horizonte nas dependências da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais.

Na etapa estadual, sessenta e duas propostas, aprovadas nas plenárias dos doze polos regionais, nos quais foram agrupadas as sessenta e cinco cidades mineiras que participam desta edição do Parlamento Jovem de Minas, serão discutidas pelos estudantes de ensino médio.














segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Oficina do PJ Minas JF 2017: piquenique na UFJF

No dia 02 de agosto aconteceu mais uma oficina do PJ Minas JF 2017.
Na Praça Cívica da Universidade Federal de Juiz de Fora estudantes das cinco escolas participantes da edição 2017 foram reunidos para um momento de interação e descontração. Essa foi a forma escolhida pela coordenação municipal a fim de habilitá-los para a etapa regional que acontece nos dias 11 e 18 de agosto em Matias Barbosa, sede do Polo Regional Zona da Mata I.
Aproximadamente, quarenta estudantes participaram do encontro acompanhados: pelo professor Simeão Cirino, do colégio dos Jesuítas, e pelas professoras Carolina Dantas do Colégio Vianna Júnior, Inaiara Coser do Colégio Apogeu, Janaína Sobreira do Colégio Tiradentes da PMMG e Jane de Souza da E. E. Prof José Freire.
Após a explanação dos objetivos do encontro pelo coordenador do PJ Municipal, o sociólogo Sérgio Dutra, a condução dos trabalhos foi assumida pelos monitores e estudantes dos cursos de Ciências Sociais, Direito e Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas da UFJF, os quais são orientados pela professora do Departamento de Ciências Sociais, Christiane Jalles, também presente.
As atividades conduzidas pelos entusiasmados monitores Denise Cristina de Moura, Joan Rosa dos Santos, Luis Eduardo Netto, Marissa Scárdua de Oliveira, Matheus Vitorino Machado e Milena Regina de Paula Silva, contou ainda com a participação da monitora Amanda Franco Castilho em seu processo de planejamento e organização.
A tarde ensolarada do dia 02 foi preenchida com uma dinâmica que permitiu a interação e entrosamento dos estudantes de ensino médio e com a realização de um piquenique, quando a descontração tomou conta dos participantes.
O encontro foi encerrado ao som de algumas canções de rock nacional dedilhadas ao violão pelo professor Simeão e acompanhadas pelos estudantes. No final, o clima era de objetivos cumpridos e de animação para as próximas etapas do Parlamento Jovem de Minas 2017.
O evento foi registrado pela JF TV Câmara, canal 35.1.































































terça-feira, 27 de junho de 2017

Plenária Municipal do PJ Minas JF 2017 é realizada

O plenário Vereador Francisco Afonso Pinheiro da Câmara Municipal de Juiz de Fora, no dia 23 de junho, sediou a Plenária Municipal do PJ Minas JF 2017. O evento foi aberto pelo 1º Vice-presidente do legislativo, o vereador Antônio Santos Aguiar (PMDB), e contou com a presença da vereadora Ana das Graças Côrtes Rossignol, a Ana do Padre Frederico, (PMDB); da diretora Legislativa, Maria Aparecida Fontes Cal; do coordenador do Centro de Atenção (CAC) da Câmara Municipal, Luiz Eugênio Ribeiro Bastos; do sociólogo do CAC e coordenador do PJ Minas em Juiz de Fora, Sérgio Dutra; e da profª Christiane Jalles de Paula, do Departamento de Ciências Sociais da UFJF e coordenadora do monitores. Também foi registrada a presença do professor do Departamento de Ciências Sociais da UFJF Jorge Chaloub.






Terminada a abertura o 1º Vice-presidente passou a condução dos trabalhos para os monitores Matheus Vitorino Machado e Karoline Kelen Sena, respectivamente, coordenador e secretária da mesa de trabalhos da plenária. Também auxiliaram na redação das propostas o assistente legislativo Luiz Paulo Santiago de Almeida e a monitora Bruna Candiá Saad, bem como os monitores Milena de Paula, Amanda Franco Castilho, Marissa de Oliveira, Joan Rosa e Luís Eduardo Netto responsáveis pelo acompanhamento das votações.

Após explicar a dinâmica dos trabalhos o monitor Matheus Vitorino, passou a palavra aos estudantes: Thalison Victorino, do Colégio Tiradentes e relator do subtema 1; Ana Clara Azevedo Pereira, do Colégio dos Jesuítas e relatora do subtema 2; e Mateus Facio Rezende, do Colégio Vianna Júnior e relator do subtema 3. Os estudantes apresentaram seus relatórios sobre as discussões em seus respectivos Grupos de Trabalho, realizados no dia 19/06, no Colégio Vianna Júnior.









Na sequência, trinta e sete estudantes dos colégios Apogeu, Jesuítas, Tiradentes e Vianna Júnior e da Escola Estadual Prof. José Freire ouviram atentamente a leitura das 12 (doze) propostas em discussão e apresentaram seus pedidos de destaques que compreendia a exclusão, modificação ou aglutinação de propostas.



















Uma nova proposta para o subtema 1, endossada por quatorze participantes, foi apresentada, mas recusada pela plenária. Ao final dos debates, seis propostas, sendo duas por subtema, foram priorizadas e agora serão encaminhadas para discussão na etapa regional a ser realizada nos dias 11 e 18 de agosto na Câmara Municipal de Matias Barbosa, sede do Polo Regional Zona da Mata I.

A plenária foi encerrada com a apresentação e discussão dos temas sugeridos pelas escolas para a edição 2018 do Parlamento Jovem de Minas. O Colégio Apogeu sugeriu o tema: Medidas preventivas e corretivas em relação ao Bullying nas escolas; o Colégio Tiradentes: Cultura, Esporte e Lazer; o Colégio Vianna Júnior: Cidadania Digital e Tecnologia nas Escolas. O colégio dos Jesuítas e a Escola Estadual Prof. José Freire indicaram o tema Saúde Pública. Por maioria absoluta dos presentes, com vinte e três votos, o tema escolhido foi “Cidadania Digital e Tecnologia nas Escolas.





Esse tema e as propostas listadas abaixo serão encaminhados para a etapa regional.
Propostas priorizadas e que serão encaminhadas para a etapa regional:
Subtema 1 – Educação política e currículo
1.     Criar um fórum estadual estudantil com objetivo de discutir o currículo escolar com participação dos alunos e seus responsáveis, educadores e coordenadores, com intuito de discutir as matérias disciplinares, esclarecer qualquer dúvida que surgir durante o ano, seja de professores, alunos, pais e coordenadores nas reuniões do Fórum.
2.     Criar um programa que vise a educação política nas escolas, como ampliação de uma carga horária opcional a ser destinada para cursos voltados à educação política, com profissionais da área. Aderindo tópicos nas disciplinas de filosofia, sociologia, e artes. Tal programa seria aplicado em alunos do ensino médio.
Subtema 2 – Interações entre escola e sociedade na formação política dos jovens
3.    Financiamento público e/ou privado para projetos de extensão que promovam a vivência dos alunos em atividades culturais extra-escolares, como visitas a museus, passeios guiados, seminários nas escolas, abertos ao público, com representantes políticos e/ou professores, gincanas de sociabilização, esportes e oficinas, todos ancorados na política.
4.    A escola deverá ter projetos sociais que se engajem tanto na comunidade local quanto na cidade. Também poderá ceder seu espaço para outras instituições acadêmicas e ONGS, para que possam instruir os alunos e a comunidade sobre política, através de seminários, palestras gincanas de conhecimento geral, jogos que estimulem o senso crítico e trabalhos que façam simulações de cunho político.
Subtema 3 –Educação política para uma gestão democrática e participativa nas escolas
5.       Constituir um grupo de alunos formado por estudantes de escolas municipais, estaduais e particulares, com o propósito de representar todos os estudantes do município em discussões estaduais e municipais periodicamente.
6.       Criar mecanismos de transferência de informação sobre as decisões escolares tomadas pelas direções, coordenações e colegiados; através de: rádio, fóruns, blogs e cartazes. Em âmbito de escolas das redes pública e privada.