quinta-feira, 28 de setembro de 2017

PJ Minas 2017
A Etapa Estadual aconteceu em setembro
Em 2017, dois estudantes representaram a cidade de Juiz de Fora na etapa estadual do PJ Minas que aconteceu nos dias 20, 21 e 22 de setembro, em Belo Horizonte.
A aluna do Colégio Apogeu, Lara Medeiros da Silva, e aluno da Escola Estadual Prof. José Freire, Lucas Riberti da Silva Marinho, foram acompanhados por seus respectivos professores, Jully Braga Villela e Igor Guedes de Carvalho, e pelo servidor da Câmara Municipal de Juiz de Fora e coordenador do PJ Minas JF, Sérgio Dutra, nesta última fase do Parlamento Jovem de Minas.



                                                                                                             fotos: CMJF
Participam da edição 2017 do PJ Minas sessenta e três municípios, os quais foram reunidos em doze polos distribuídos em diferentes regiões do estado. Na etapa estadual registraram presença em Belo Horizonte cento e vinte estudantes.
Juiz de Fora integra o Polo Zona da Mata I que ainda com a  participação das cidades de Carandaí, Leopoldina, Madre de Deus de Minas, Matias Barbosa (sede do polo), Olaria, Rio Preto e Santos Dumont.
Na tarde do dia 20 aconteceu a acolhida desses estudantes no Espaço Democrático José Aparecido de Oliveira, localizado no Palácio da Inconfidência. Logo após esse momento aconteceu a Oficina de Vivências temáticas. Essa atividade abordou os três temas sugeridos para a edição 2017: Juventude e Mercado de Trabalho, Violência contra a Mulher e Violência e Criminalidade entre os Jovens.






fotos: ALMG
Na manhã do dia 21, os estudantes tiveram a oportunidade de discutir os três temas sugeridos. O tema “Violência contra a mulher”, com oitenta e três votos, foi escolhido para ser debatido pelos participantes da próxima edição em 2018.



                                                                                                           fotos: ALMG
Também na manhã do dia 21 os coordenadores municipais do PJ Minas foram reunidos para avaliarem as ações de 2017.


                                                                                                          fotos: ALMG
Na tarde deste mesmo dia aconteceram os Grupos de Trabalho, quando, após analisarem as oitenta e nove propostas sobre “Educação política nas e escolas” – aprovadas nas plenárias regionais –, os estudantes escolheram onze delas para serem debatidas na plenária estadual.







 fotos: ALMG
Encerrando as atividades dessa última etapa, na Plenária Estadual realizada dia 22 de setembro os estudantes apresentaram outras quinze propostas novas. No final das discussões dezessete propostas foram aprovadas, as quais constaram de documento entregue à Comissão de Participação Popular da ALMG.













fotos: ALMG
Também no dia 22, vinte e cinco estudantes das cinco escolas que participam do PJ Minas Juiz de Fora foram levados a Belo Horizonte pela Câmara Municipal para assistirem à Plenária Estadual do PJ Minas na ALMG. Este grupo foi acompanhado por professores dessas cinco escolas, pelo servidor da Câmara Luiz Paulo Santiago de Almeida e pelos monitores Denise Cristina de Moura, Joan Rosa dos Santos e Marissa Scárdua de Oliveira.






Fotos: CMJF
Mais detalhes da etapa estadual podem ser observados no site da ALMG, links abaixo:

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Oficina discute documento da etapa estadual do PJ Minas 2017

No dia 11 de setembro aconteceu mais uma oficina do PJ Minas JF 2017.
No anfiteatro do colégio Apogeu, unidade Shopping Jardim Norte, estudantes das escolas participantes da edição 2017 foram reunidos para discutirem as propostas a serem debatidas na etapa estadual do PJ Minas. O encontro foi proposto pela coordenação municipal no intuito de estimular os alunos selecionados para etapa estadual, Lara Medeiros, Colégio Apogeu, e Lucas Hibert, E. E. Prof. José Freire, a manter o diálogo com os demais estudantes envolvidos no programa. Assim, o encontro possibilitou que os representantes de Juiz de Fora pudessem levar as observações e entendimentos de seus pares para a etapa estadual, que acontece nos dias 20, 21 e 22 de setembro em Belo Horizonte.
Aproximadamente, trinta estudantes participaram do encontro acompanhados pela professora Teresa Cristina Felix de Souza Henriques, do Colégio dos Jesuítas, e pelas professoras Carolina Dantas do Colégio Vianna Júnior, Inaiara Coser do Colégio Apogeu, Janaína Sobreira do Colégio Tiradentes da PMMG e Thaís Scheffer da E. E. Prof. José Freire.
Após a explanação dos objetivos do encontro pelo coordenador municipal do PJ Minas JF, o sociólogo Sérgio Dutra, a condução dos trabalhos foi assumida pelos monitores e estudantes dos cursos de Ciências Sociais, Direito e Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas da UFJF, os quais foram acompanhados pela professora do Departamento de Ciências Sociais, Christiane Jalles, também presente.
Para discutirem as propostas os estudantes foram divididos em três grupos referentes aos subtemas dessa edição do PJ Minas. As discussões nos grupos foram conduzidas pelos monitores Amanda Franco Castilho, Denise Cristina de Moura, Joan Rosa dos Santos, Luis Eduardo Netto, Marissa Scárdua de Oliveira, Matheus Vitorino Machado e Milena Regina de Paula Silva.
Ao término das discussões, os estudantes foram reunidos em uma única roda de conversa, na qual os relatores de cada grupo realizaram um breve relato sobre as discussões. No final dos trabalhos, foi servido o lanche compartilhado, permitindo um momento de descontração e socialização entre os estudantes. A atividade se encerrou com clima de coesão e animação para a etapa decisiva do Parlamento Jovem de Minas 2017.







quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Plenária Regional do Polo Zona da Mata I

A etapa regional do Polo Zona da Mata I do PJ Minas 2017 foi encerrada no dia 18 de agosto com a realização da Plenária Regional na Câmara Municipal de Matias Barbosa, sede do polo.

Na oportunidade também aconteceu o primeiro encontro cultural do polo, quando se apresentaram a Corporação Musical Lima Santos da cidade de Rio Preto e dois grupos de dança formados por estudantes, um da cidade de Leopoldina e outro da cidade de Matias Barbosa. Este momento serviu tanto para promover a descontração dos estudantes presentes quanto permitir-lhes a realização de articulações visando à discussão e aprovação de algumas propostas em debate.



Terminada as apresentações culturais, a plenária regional foi instalada pelo presidente da Câmara Municipal de Matias Barbosa, o vereador Carlos Alberto de Almeida e anfitrião do evento, e pela presidente da Câmara Municipal de Carandaí, a vereadora Maria da Conceição Aparecida Baêta. A mesa de abertura contou ainda com o sociólogo Claudinei dos Santos Lima, servidor da Câmara Municipal de Matias Barbosa e coordenador do polo regional Zona da Mata I.
Também presentes os presidentes das Câmaras de Madre de Deus de Minas, o vereador Valmir de Oliveira Santos; de Rio Preto, o vereador Celso Machado Ferreira; de Santos Dumont, o vereador Dorival Oliveira. Bem como a vereadora de Carandaí Maria Imaculada Wanser.



Além dos vereadores registraram presença os coordenadores municipais: Tiago Hernane da Silva de Carandaí; Luiz Eugênio Ribeiro Bastos e Sérgio Dutra de Juiz de Fora; Ludmilla Xavier Gomes e Luiz Celso Barbosa de Leopoldina; Jussara Maria de Souza de Madre de Deus de Minas; Felipe Reis Vieira e Thaciane Souza de Matias Barbosa; Arislene de Fátima Oliveira de Olaria; Monique Aparecida de Almeida Delgado de Rio Preto; e Renan Augusto Pedrosa de Santos Dumont.

As discussões das propostas foram conduzidas pelos estudantes de ensino médio que atuaram como coordenadores nos Grupos de Trabalho de cada um dos três subtemas. Assim distribuídos: o subtema 1 ficou sob responsabilidade de Camila Ferreira Vieira de Rezende, coordenadora, e Darlan Lima Severino, relator, ambos estudantes de Leopoldina; no subtema 2 as discussões foram coordenadas por Lucas Ribert da Silva Marinho, da E. E. Prof José Freire de Juiz de Fora, e Othon José Araújo Fajardo, de Madre de Deus de Minas, atuou como relator; já as propostas do subtema 3 foram coordenadas por João Vitor Calixto de Aguiar de Santos Dumont, tendo como relatora Mariana Damaceno de Matias Barbosa.





Os estudantes presentes – das cidades de Carandaí, Juiz de Fora, Leopoldina, Madre de Deus de Minas, Matias Barbosa, Olaria, Rio Preto e Santos Dumont – discutiram doze propostas priorizadas nos Grupos de Trabalho realizados no dia 11/08. Ao final dos debates restaram sete propostas priorizadas, sendo uma nova. Essas propostas foram encaminhadas à coordenação estadual do programa a fim de serem anexadas ao documento com as propostas priorizadas em todas as doze plenárias regionais. Este documento de propostas será debatido na etapa estadual que acontecerá nos dias 20, 21 e 22 de setembro, quando estudantes dos sessenta e três municípios participantes da edição 2017 do PJ Minas serão reunidos para nova rodada de discussão visando à priorização daquelas propostas a serem encaminhadas para a Comissão de Participação Popular da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais.






Além das discussões das propostas, os estudantes presentes na plenária regional aprovaram o tema Saúde Pública como sugestão para a edição 2018, tema também indicado na edição 2016. Este tema se juntará a outros aprovados pelas demais regionais no debate para a definição do tema do PJ Minas 2018 que acontecerá também na etapa estadual.



Propostas priorizadas e que serão encaminhadas para a etapa estadual:
Subtema 1 – Educação política e currículo
1.  Inserir no currículo escolar, fundamental II e médio, a disciplina de sócio-política com matérias de Direito Eleitoral, Constitucional e do Consumidor superficialmente com uma aula semanal recreativa e tradicional com professor docente na área. Tal medida visa, além do pensamento crítico, o reconhecimento da política como premissa de uma vida cidadã..
2.  Implementar ao currículo aulas práticas que influenciem o uso de recursos tecnológicos oferecidos pelo MEC com melhor aproveitamento para matérias de maior abstração, bimestralmente pré-definida.
Subtema 2 – Interações entre escola e sociedade na formação política dos jovens
3.  Acrescentar projetos que tragam profissionais das mais diversas áreas de atuação para um debate sobre suas profissões, bem como: visitas guiadas por empresas locais para conhecer as atividades que são desenvolvidas nos comércios locais, e auxílio de um psicólogo para orientação vocacional.
4.    Que bimestralmente, nas escolas, um dia letivo seja destinado a realização de rodas de conversa, oficinas e gincanas envolvendo toda a comunidade escolar, sociedade e os poderes públicos focados nas demandas da sociedade.
Subtema 3 – Educação política para uma gestão democrática e participativa nas escolas
5.   Realizar convênio privado ou público com a secretaria de cultura, para criar uma bolsa incentivo, onde os alunos que tenham sido convocados para uma equipe (dança, musica, arte e esporte) de destaque maior, tenham oportunidade de desenvolver seu talento.
6.  Tornar obrigatório um psicólogo nas escolas, com o objetivo de solucionar conflitos entre alunos, professores, funcionários e familiares. Também auxiliar nas questões psicológicas do aluno em relação a vestibulares, concursos e na sua orientação profissional.
Nova Proposta:
7.   Promover uma aula semanal que vise modificar o pensamento negativo sobre a política devido ao que estamos vivendo perante a sociedade.